Quem somos


O Princípio

      Em poucas palavras consideramos relevante lembrar que a gravação em 1998 do CD Diante do Trono na IBL foi um marco não só para nossa igreja, mas para o Brasil e para as outras nações. Posteriormente com o nascimento do Ministério Diante do Trono é inaugurado em novo tempo para nós com uma visão redimensionada de templo-corpo, de paternidade de Deus e tantos outros resgates que Deus nos proporcionou como Corpo de Cristo. Nesse percurso uma linguagem antes discriminada pelo preconceito e religiosidade passa a se expressar com legalidade, autoridade e cobertura pastoral: a dança.
      Ao longo dos últimos anos a trajetória de um novo estilo de louvor congregacional que se configurava em nossas vidas era pautado por experiências muito marcantes com o Espírito Santo de Deus e pela busca de um estilo de vida condizente com o ser cristão.
      Hoje estamos vivendo um novo tempo de Deus em nossa Igreja, onde muitos de nós ovelhas do Pr Márcio estamos envolvidos com a restauração e aprimoramento da plataforma-púlpito de nossa casa. Todo o Ministério de Louvor e Artes está envolvido nessa nova visão liderada pela Pra. Ana Paula Valadão Bessa!
      Nesse processo quando fomos convidadas para assumir o departamento de dança do Ministério de Louvor e Arte da IBL colocamos em prática um projeto que o Senhor gerou em nós há anos atrás: o Programa “A Dança da Noiva para o Avivamento – DNA”.
      Ao orarmos sobre o privilegio de somar no Ministério de Louvor e Artes da IBL pensamos também na grande responsabilidade que isso significa. Antes de cuidar e orientar um corpo que dança, não pudemos nos esquecer que por trás desse corpo está uma vida com tantas nuances, marcas e histórias.
      Por isso para nós nenhuma ferramenta, estratégia ou instrumento é mais importante que os sujeitos que usam essas ferramentas: as vidas, ou seja, as ovelhas-ministros que estão por trás de toda e qualquer expressão artística ou fazer ministerial sela ele qual for na Igreja de Cristo.
      O DNA é voltado para o Reino de Deus em que a Dança da/na Igreja seja a materialização do louvor e da adoração através de vidas em vasos de honra no Corpo de Cristo tendo em vista o avivamento da Igreja.
      Não somos enfeites de Igreja, muito menos nos prestamos para o entretenimento do culto. Fazemos parte do Corpo e nesse caso nosso chamado é para o cumprimento dos cinco ministérios conforme Cor12:27-28 Apóstolos, Pastores, Profetas, Mestres e Evangelistas. Estamos todos trabalhando, para o crescimento do Reino de Jesus, baseados no sentimento pela busca da unidade e do respeito ajustados para a edificação em amor conforme Ef 4:16.
      Nossa paixão é por vidas! E nosso maior objetivo é contribuir para uma mudança radical na cultura não só da Igreja, mas da sociedade! E tudo precisa começar em nós mesmos.
      O DNA é formado por homens e mulheres de Deus. Em nosso meio o Senhor tem reunido pessoas apaixonadas por Jesus que têm compreendido que a unidade é a superação contra as forças demoníacas que militam entre outras coisas para a divisão, a competição e a destruição da Igreja.
      Queremos ser adoradores que guerreiam e guerreiros que adoram ao Grande Rei!
      Queremos estar no meio daqueles a quem o Senhor procura: os verdadeiros adoradores
      Somos um grupo de pessoas que lutam pela unidade e pelo cumprimento profético de Deus a respeito da restauração do Tabernáculo caído de Davi! ( Amós 9:11-14).
      Nossa configuração se dá em; coordenadores que instruem o trabalho dos oficineiros-discipuladores. Estes por sua vez, lideram os ministros de dança distribuídos em células-oficinas. Nessas células, estudamos a palavra de Deus, a dança, dança e o cristianismo e fazemos aulas técnicas corporais para a otimização do movimento, domínio da linguagem e para evitar lesões corporais.

Palavra das Líderes

      A dança é uma linguagem e cremos que o Senhor tem uma dança específica para a Igreja, uma “dança do céu -sobrenatural”, com valores bíblicos e técnicas corporais adaptadas ao estilo do ministro ou do grupo de dança. Para compreendê-la e encontrar o ponto de equilíbrio entre as técnicas corporais e a unção é necessário ter fome de Deus, constante oração, muito trabalho e busca pela santidade.
      A dança da Igreja de Cristo, seja nos cultos ou nas ruas, precisa acontecer primeiro numa vida salva, marcada pelo sangue de Jesus! Mas como qualquer pessoa “salva” aqueles que ministram com dança devem buscar serem libertos de toda marca e maldições do passado para que possam exercer seu verdadeiro ministério que não se resume à dança, e, estarem protegidos pelo sangue de Jesus em suas vidas.
      Nosso verdadeiro ministério está baseado em Efésios 4.11-13 que nos concede como evangelistas, a outros para profetas, outros como apóstolos ou mestres sempre com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do serviço e edificação do corpo de Cristo.
      Alguns itens e ações importantes a serem considerados no Ministério de Dança do Ministério de Louvor e Artes da IBL:

ü A dança não é enfeite de culto, muito menos entretenimento ela tem um papel específico junto a toda estrutura de louvor. A dança é uma linguagem, uma escrita com conteúdo e forma específica.

ü A dança e seus ministros fazem parte do corpo. É preciso, portanto, uma visão Bíblica de corpo.

ü Busca constante por uma vida em santidade, pois a nossa parte é separação, consagração ao autor da obra: O Senhor Jesus!

ü O ministro de louvor (dança, música, canto) precisa ser uma pessoa madura na fé, firme na Palavra, de testemunho irrepreensível. O ministro em dança não é necessariamente um coreógrafo ou um bailarino(a) profissional, esta pessoa precisa ter o perfil de um(a) verdadeiro(a) cristão(ã) adorador(a) ou seja, um(a ) apaixonado(a ) por Jesus.

ü O ministério e seus componentes devem sempre estar de baixo de cobertura pastoral. Isso significa “cuidado” e interseção no âmbito pessoal e coletivo

ü Vigiar os relacionamentos e o convívio entre o grupo, derrotando e guerreando todo o tempo contra os demônios que tentam atuar com a inveja, competição, contenda, fofoca, soberba, vaidade, rebelião, ciúme, mentira, engano e tantos quantos ataques o inimigo de nossas almas intentar contra nossas vidas e o ministério.

ü A motivação das pessoas é balizada pelo convívio, relacionamento e comportamento diário em relação à disposição em orar, buscar no secreto, vigílias, jejuns, presença e pontualidade em qualquer culto e lugar.

ü Busca pela Excelência de vida e de movimentos corporais transformados em dança

ü Não existe dança profética, nem evangelística, ou de adoração, existe o profeta, o evangelista e o adorador!

ü Precisamos nos levantar como Noiva adornada e restaurada, preparada para a vinda do Noivo!

ü Precisamos nos posicionar contra todo principado e principalmente contra o espírito demoníaco de Jezabel que tenta a milhares de anos calar a voz profética da Igreja.


      E pôs um novo cântico na minha boca, um hino ao nosso Deus; muitos o verão, e temerão, e confiarão no SENHOR. Salmos 40:3
      E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro, e de abrir os seus selos; porque foste morto, e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda a tribo, e língua, e povo, e nação. Apocalipse 5:9.





Isabel Coimbra

Isa Coimbra

Coordenadoras do DNA

Postagens mais visitadas